A interface clássica do Dynamics 365 está com os dias contados. Está preparado para a UCI?

Olá, Dynamics fan boys!

Novamente estou aqui tocando em um assunto “preocupante”, e que algumas organizações ainda estão passando despercebidas. No artigo que escrevi em outro post, expliquei as diferenças entre a Interface Clássica e a “nova” (nem tão nova assim rs) Interface Unificada (ou UCIUnified Client Interface) do Dynamics 365. Pois bem. Naquele artigo, eu alertei sobre a data de “ultimato” da Microsoft para que a nova interface seja utilizada. As organizações que deixarem para a última hora, poderão ter dores de cabeça com relação a isso.

A data do “ultimato” é 1 de outubro de 2020. A partir desta data, querendo ou não, você será “forçado” a migrar para a nova interface. No que isso implica? A maioria das aplicações Dynamics que estiverem rodando nativamente, sem muitas customizações, tendem a não ter impactos, ou seja, a migração ocorre tranquilamente e o usuário passa a utilizar a nova interface sem qualquer problema. Aplicações mais customizadas, principalmente com muitos Javascripts, precisam de mais cuidado. No post anterior, eu já expliquei como ativar a nova interface para ser testada.

Outro ponto que gostaria de compartilhar neste novo post, que não falei no anterior, é sobre um portal criado pela Microsoft para auxiliar a transição para corporações que queiram agendar esta migração. Trata-se do Unified Interface Transition Portal, que pode ser acessado pelo seguinte link: https://runone.powerappsportals.com/.

Ao clicar em “My Environments”, todas as instâncias do tenant relacionado à sua organização são listados, com o status da transição para a UCI. Veja um exemplo:

Basicamente, o site apresenta 4 status:

  • To be transitioned by FastTrack:
    Considero este o que se precisa dar mais atenção, para não comer bola e acordar da noite para o dia com a transição feita sem que você tenha notado. Algumas corporações, dependendo do contrato e licenças que possui com a Microsoft, apresentam a seguinte mensagem na abertura do portal, em vermelho: FastTrack Customers: Target Dates below are still to be confirmed. Please work with your FastTrack representative to plan and schedule your migration. Clientes “FastTrack” basicamente possuem datas de transição acordadas com o administrador do Dynamics. Imagine uma empresa global, com instâncias espalhadas em todo o mundo, com um administrador nos EUA, por exemplo. Este administrador terá acordado as datas via “FastTrack” com a Microsoft. Sendo assim, sua instância pode já ter uma data agendada e ele precisa confirmar com você, pois neste caso, nem sempre aparece a data na coluna “Target Date” (vide 2 últimos exemplos na imagem acima: “Instance_06” e “Instance_07_Brazil”).
  • Already transitioned:
    Transição já realizada. Sua instância já está transicionada para a UCI.
  • Not yet scheduled:
    Você ainda não agendou a transição via portal (selecionando uma data para que ela seja feita). Obs: mesmo que você não faça este agendamento, no dia 1 de outubro de 2020, data limite da interface clássica, sua instância será automaticamente migrada para a UCI.
  • Scheduled and approved:
    Agendada e aprovada. Este status mostra que você já fez o agendamento da transição para a UCI. Apenas tenha em mente que, na data mostrada na coluna “Target Date”, suas aplicações não estarão mais disponíveis na interface clássica.

Para fazer um agendamento, clique sobre a instância com o status “Not yet scheduled” para abri-la no detalhe, e depois, no botão “Schedule Transition Date”. Será apresentado um campo para a escolha da data antes de 01/10/2020:

 

Sugiro sempre que faça um teste de transição primeiro com instâncias Sandbox (Dev, Homologação), para depois prosseguir com instâncias de Produção.

Outra dica: mesmo após transicionado, se por algum motivo, você precisa entrar na interface clássica para determinada app, existe um parâmetro na URL para isso (disponível pelo menos até que a interface clássica seja extinta pela Microsoft): é o parâmetro forceClassic=1, que pode ser usado da seguinte maneira.

Exemplo:

https://contoso.crm2.dynamics.com/main.aspx?forceClassic=1

 

Interface já transicionada para Unificada (URL comum sem o parâmetro):

 

Mesma tela ao colocar o parâmetro “forceClassic=1” na URL, forçando a Interface Clássica:

 

Ou seja, mesmo que sua instância já tenha sido transicionada para a nova interface, você ainda pode forçar a interface clássica com este parâmetro.

É isso aí, galera! Espero ter ajudado. Qualquer dúvida, não hesitem em entrar em contato comigo ou deixar um comentário.

Forte abraço!

Idevar Junior.

Deixe um comentário

Configurando e entendendo o Dynamics 365 App for Outlook

Olá, Dynamics fan boys!

Cá estou de novo para falar de um assunto importante com relação à integração entre Dynamics 365 e Outlook. Inclusive passei por um problema recente nesta integração e gostaria de compartilhar alguns detalhes, visto que este assunto é um pouco confuso, mesmo no site da Microsoft, entre as versões disponíveis dos aplicativos.

Primeiramente, gostaria de falar da vantagem de se ativar a integração do Dynamics para o Outlook. Através de um clique, o usuário pode converter um email recebido em uma ocorrência dentro da plataforma, como por exemplo, fazer com que determinado email seja transformado automaticamente em um chamado de suporte. Não é bacana?

Pois bem. Para isso, dependendo de como buscar informações na internet, você localizará o seguinte suplemento para ser baixado e instalado localmente, em um PC que tenha o client do Outlook, de forma que seja disponibilizado um novo ícone “Dynamics 365” dentro da tela do Outlook:

Dynamics 365 for Outlook, versão 9.0 (cliente Outlook) – versão base
https://www.microsoft.com/pt-BR/download/details.aspx?id=56972

Microsoft Dynamics for Outlook, versão 9.0, Update 1.0 – update em cima da versão base (necessário instalação da versão base primeiro):
https://www.microsoft.com/pt-BR/download/details.aspx?id=58079

A confusão começa aqui. Em determinado projeto, utilizei este suplemento, porém comecei a notar que ele estava super “pesado”, chegando a travar o Outlook a ponto de ser solicitada uma reinicialização dele em Modo de Segurança com a desativação do suplemento. Observe o tamanho dos instaladores e já terá noção do que estou dizendo.

Pesquisando com mais detalhes e questionando a própria Microsoft em um treinamento de Dynamics, me foi apresentado um substituto deste suplemento, mil vezes melhor, mais leve e que não necessita sequer de download e instalação pelo usuário. Trata-se do Dynamics 365 App for Outlook (diferente do suplemento anterior apenas pelo “App” na nomenclatura – o anterior se chama “Dynamics 365 for Outlook”). Este suplemento, por sua vez, é ativado dentro da própria administração do portal Dynamics 365. Após ativo, você pode configurar as caixas de email dos usuários que deseja que o suplemento seja instalado. Ao configurar a caixa de um usuário, basta reiniciar o Outlook e lá estará o ícone do Dynamics, assim como acontecia no antigo. E melhor: funciona também no Outlook Web Access!!! Isto é, você não precisa nem mesmo do client do Outlook.

Resumindo a história: esqueça do antigo “Dynamics 365 for Outlook” e nem tente instalar este suplemento. Não queira passar pela dor de cabeça que passei. Simplesmente ative o Dynamics 365 App for Outlook  e seja feliz! rs

Obs: você deve estar se perguntando o motivo de ainda existirem ambas as versões disponíveis deste suplemento. Sim. Fiz esta mesma pergunta e a Microsoft está mantendo a versão antiga ativa apenas por questão de compatibilidade com várias organizações que já o utilizavam e que ainda não se converteram ao novo suplemento. Portanto, seja moderno e entre na onda do novo!

 

Como ativar o Dynamics 365 App for Outlook?

Nesta documentação da Microsoft você encontra o passo a passo de como ativar o novo suplemento:

https://docs.microsoft.com/pt-br/dynamics365/outlook-app/deploy-dynamics-365-app-for-outlook

Agora veja o que acontece ao selecionar um email e clicar no ícone Dynamics 365 dentro do client do Outlook ou dentro do Outlook Web Access. O email fica aberto na lateral esquerda e, na lateral direita, é carregada uma pequena tela do Dynamics 365. Ali, você tem a opção de clicar nas reticências e selecionar para rastrear o email. Também pode personalizar esta tela para que seja disponibilizado ao usuário alguns campos. No caso abaixo, configurei para ele selecionar um cliente (de dentro da base de dados do Dynamics) e carregar o contato:

 

Quando a mensagem de rastreamento aparece como “Rastreado com êxito”, significa que, a partir de agora, qualquer troca de email em cima desta mesma mensagem passará a ser rastreada dentro de uma ocorrência no Dynamics. Imagine isto em um cenário de suporte, onde um email pode ser convertido em ocorrência (com um ID único) e, qualquer troca de email em cima disso, fica sempre rastreada dentro deste mesmo ID no Dynamics.

Agora, a tela das solicitações dentro do Dynamics (onde cada solicitação foi um email inicial convertido em ocorrência):

Um grande abraço.

Idevar.

Deixe um comentário

Conheça e configure a Interface Unificada no Dynamics 365

Ultimamente as comunidades técnicas tem discutido muito a timeline para implementação da Interface Unificada (ou UCIUnified Client Interface) no Dynamics 365. Do que estamos falando? A partir de setembro/2018, a interface unificada ganhou força, pois qualquer nova organização criada dentro do Dynamics já veio com esta interface habilitada por default. Até então, o Dynamics sempre foi conhecido pela sua Interface Clássica (ou Classic Interface), que vinha aos poucos se tornando alvo de algumas críticas e solicitação de mudança pelos seus usuários.

Exemplo de telas na interface clássica:

 

Agora veja exemplos de telas na nova interface unificada (moderna):

O ganho de interface é nítido já em uma primeira impressão. Porém, a interface unificada não transforma apenas a interface clássica para ficar mais “bonitinha”. Veja algumas características importantes da nova interface:

  • Plataforma única e responsiva, independente do dispositivo: os usuários esperam poder trabalhar de qualquer lugar, em qualquer dispositivo. A interface unificada é uma experiência orientada por metadados com controles criados em uma estrutura extensível que fornece uma experiência uniforme entre clientes móveis, incorporados e da web. A exibição do aplicativo reflete o tamanho da tela em uso. Foi disponibilizada a app Dynamics 365 for Phones tanto na PlayStore (Android) como Apple Store (iOS).
  • Aplicativos controlados por modelos do PowerApps (Model-driven): O design de aplicativo controlado por modelos é uma abordagem com foco em componentes para desenvolvimento de aplicativos. Juntamente com a Interface Unificada, ajuda a simplificar a experiência do usuário final, incluindo apenas as tarefas e informações para uma determinada função de uma organização. Isso reduz a confusão de navegação com o usuário e os custos de treinamento.
  • Navegação aprimorada: os usuários finais podem se mover rapidamente entre aplicativos e navegar facilmente com os favoritos recentes e marcados. Os usuários enxergam apenas o que precisam.
  • Desempenho aprimorado: os usuários vêem ótimos aprimoramentos gerais no desempenho do cliente Web herdado. Os exemplos incluem a recuperação de metadados de aplicativos, aprimorando a renderização de formulários, reduzindo os tempos de carregamento de formulários e grades e desempenho aprimorado de fitas de formulários personalizadas.
  • Aprimoramentos gerais de produtividade: cliques reduzidos para tarefas comuns através da parede da linha do tempo e fluxos de processos de negócios melhoram a eficiência dos usuários.
  • Acessibilidade: a Interface Unificada foi desenvolvida com os padrões de acessibilidade, incluindo as Diretrizes de Acessibilidade para Conteúdo da Web (WCAG).

A Interface Unificada foi criada para substituir literalmente a Interface Clássica, e a Microsoft já anunciou a desativação completa da Interface Clássica, que ocorrerá a em 1 de outubro de 2020. Portanto, atenção: se você ainda possui aplicações Dynamics na interface antiga, o prazo está contado para a migração.

Tenho aplicação Dynamics na interface clássica. Como sou afetado?

Se você possui aplicações em produção sendo executadas na interface clássica, é importante realizar testes ativando a interface unificada o quanto antes. Sugiro que faça isso primeiramente em um ambiente Sandbox (homologação ou dev). Aplicações que estejam rodando inteiramente sob entidades nativas podem não ter impacto nenhum nos testes. Aplicações muito customizadas, e que também possuam um conjunto elevado de Javascripts incorporados, devem ser muito bem testadas, pois é provável que você encontre erros que dependam de codificação ou alteração de tela. Tudo isso precisa ser feito antes de 1 de outubro de 2020, caso contrário, você será obrigado a migrar após esta data (migração será feita de forma automática).

Como ativo a Interface Unificada?

As novas instâncias criadas para Dynamics 365 já estão com a interface unificada ativadas por default. Caso sua instância seja mais antiga e ainda não esteja, você pode ativar seguindo os passos abaixo:

1. Clique no botão de Configurações, no lado superior direito, “Advanced Settings” (ou Configurações Avançadas):

 

2. Clique na seta indicada em vermelho abaixo e escolha “Administration” (ou “Administração”):

3. Clique em “System Settings” (ou Configurações de Sistema):

4. Onde aparece “Use the new Unified Interface only (recommended)”, ative para “Yes” (caso esteja como “No”):

Pronto! Agora você já pode usar a interface unificada.

Caso queira o passo a passo dos testes com sua aplicação na interface unificada, verifique os sites de documentação abaixo:

https://docs.microsoft.com/pt-br/power-platform/admin/enable-unified-interface-only

https://docs.microsoft.com/pt-br/powerapps/maker/model-driven-apps/faqs-transition-unified-interface

Confira ainda um vídeo interessante que mostra as vantagens de utilização da interface unificada:

Até mais!!

Idevar.

 

Deixe um comentário

Dynamics 365 Instance Picker (Centro de Administração)

Olá, galera de Dynamics!

Em outro post anterior, eu expliquei a vocês como distinguir a região da instância do Dynamics 365 de acordo com a URL. Agora, vou explicar como entrar no Centro de Administração das instâncias.

Existem basicamente 2 centros de administração do Dynamics. O primeiro, mais antigo mas ainda ativo, conhecido também como Instance Picker, é acessível pela URL a seguir (lembre-se de trocar a parte “crm” da URL de acordo com a sua região. No exemplo, estou acessando a URL região Brasil):

Dynamics 365 Instance Picker:

https://port.crm2.dynamics.com/G/Instances/InstancePicker.aspx?Redirect=True

Obs: o fato de se colocar o crm2 na URL acima não significa que terei acesso somente às instâncias do Brasil, mas sim ao centro de administração Brasil, que pode conter instâncias do mundo todo (crm2, crm4, etc). Veja abaixo que tenho instâncias listadas tanto da América do Sul, como também Europa. Dependendo da configuração do seu usuário, você pode ter acesso a outros centros de administração (ou não), e listando instâncias do mundo todo e/ou com restrições.

Veja que existem algumas guias. Vamos passar rapidamente por elas:

Instâncias: lista de todas as instâncias Dynamics 365 associadas ao seu tenant. Em cada uma delas, ao clicar na seta “Aberto”, você é direcionado à URL de entrada da aplicação.

Atualizações: lista as atualizações da plataforma disponíveis para a sua organização.

Integridade do Serviço: lista eventuais problemas que estejam ocorrendo nos ambientes (exemplo: instância fora do ar, entre outros). Isso é bem difícil de ocorrer em um ambiente de nuvem e com a garantia de estabilidade da Microsoft, mas pode acontecer e eu já vi acontecer! rs. Se tudo estiver “verdinho”, levante as mãos para o alto! 😉

Backup e Restauração: o item que eu considero como mais importante. Lista os backups feitos do ambiente e a possibilidade de restauração. Por default, o backup de todos os ambientes (sandbox ou produtivo) são diários (caso não tenha alterado nada com relação a isso). Você pode restaurar um ponto a qualquer momento.

Aplicativos: lista quais “aplicativos” Dynamics estão habilitados. Entenda “aplicativo” como os módulos disponíveis na plataforma, tais como Marketing, Sales Insights, Field Service, etc.

 

Agora que você conheceu o centro de administração tido como tradicional (o antigo), conheça o novo centro de administração, que é acessível através do link abaixo e nada mais é do que uma PowerApp criada pela própria Microsoft.

Novo Centro de Administração (Power Platform):

https://admin.powerplatform.microsoft.com/

O principal ganho no novo centro de administração é a possibilidade de verificação da capacidade de armazenamento, item que já nem aparece na interface antiga. É possível ainda fazer um “drill down”, clicando na capacidade total do tenant e descendo pelas instâncias, até fazer o download da lista de entidades que ocupam o espaço de armazenamento, no caso de você pensar em fazer uma limpeza. Veja que a plataforma alerta se você está acima ou dentro do espaço permitido (que vai de acordo com o licenciamento adquirido). Falarei mais sobre isso em outros posts futuros.

Informações clicando na opção “Capacidade”, no menu lateral esquerdo. Espaços totais por tenant:

Aqui, a capacidade de cada instância dentro do tenant:

Aqui, o “drill down” do tamanho das entidades e as respectivas evoluções gráficas ao logo do tempo, dentro da instância selecionada:

Gostou do Centro de Administração? Qual você gosta de usar? O antigo, o novo ou ambos?

Um grande abraço.

Idevar.

 

Deixe um comentário

Regiões do Dynamics 365 pela URL

Pessoal, uma dica importante para quem utiliza a plataforma Dynamics 365, principalmente aqueles que trabalham em empresas que utilizam instâncias distribuídas pelas várias partes do mundo.

Sabemos que o qualquer URL de sistema Dynamics 365 possui o seguinte formato:

https://nome.crm.dynamics.com

Exemplo: https://contoso.crm.dynamics.com

Muito bem. Vocês podem notar que a parte da URL onde aparece “crm” pode estar complementada por um número, como por exemplo, crm2, crm4, etc. O que seria este número? Ele identifica a região da nuvem onde está a instância está hospedada. Listo abaixo quais são essas possibilidades:

Identificador URL Região
crm North America
crm2 South America
crm3 Canada
crm4 Europe, Middle East, Africa
crm5 Asia Pacific
crm6 Oceania
crm7 Japan
crm8 India
crm11 UK (United Kingdom)
crm12

France

Lembre-se que, ao escolher o local da instância da sua organização, a região influencia diretamente na velocidade de resposta do seu site. Se o acesso for dentro do Brasil, é sempre prioritário tentar escolher a região crm2, exceto se isso não for possível devido às regras ou políticas da corporação.

Volto logo 😉

Idevar.

Deixe um comentário

Level Up for Dynamics CRM – Extensão do Chrome / Firefox / Edge

Pessoal, dando continuidade aos artigos sobre Dynamics 365, gostaria de compartilhar aqui uma importante ferramenta para o dia a dia de quem trabalha na parte funcional da plataforma, criando telas, campos e fluxos dentro do Dynamics 365, ou simplesmente dando suporte e manutenção na plataforma.

A extensão foi disponibilizada no Chrome / Firefox / Edge e o código fonte está também aberto no Github, ou seja, trata-se de uma extensão disponibilizada pela comunidade técnica, de forma gratuita. É bom salientar que esta não é a única. Existem outras extensões e plugins de Dynamics disponibilizados pela comunidade.

Estou falando do Level Up for Dynamics 365:

Essa extensão habilita inúmeras possibilidades no Dynamics, tais como:

Auxiliares de formulário:

Exibir nomes lógicos para controles
God Mode (diversas funções e atalhos prontos para acesso)
Propriedades do formulário
Informações de campos que foram modificados
Exibir URL direta do registro
ID do registro de exibição

Auxiliares de navegação:

Abrir registro por ID
Abrir área de segurança
Abrir jobs de sistema
Abrir soluções
Abrir definições de processo
Abrir menu principal

Uma das features mais interessantes é o “Logical Names”, que exibe os nomes lógicos para controles. Ao clicar no botão que aparece na imagem abaixo, todos os campos do formulário do Dynamics 365 são preenchidos com o nome que consta em cada entidade. Veja um exemplo:

Em outros próximos posts, entro em detalhe de outras funções importantes.

O mais bacana é que essa extensão foi desenvolvida em 2016 por um MVP, chamado Natraj Yegnaraman e, desde então, vem sofrendo inúmeras atualizações.

Se quiser ver uma demo com a forma de utilização do Level Up na prática, assista abaixo:

Para o download da extensão no Chrome, clique diretamente aqui.

Para o download da extensão no Firefox, clique diretamente aqui.

Para o download da extensão no Edge, clique diretamente aqui.

Maiores informações no Github:
https://github.com/rajyraman/Levelup-for-Dynamics-CRM/

Um grande abraço,

Idevar.

Deixe um comentário

Introdução ao Dynamics 365 e seus módulos

Bom, pessoal. Como prometido, agora faço meu primeiro post sobre a plataforma Dynamics 365.

Afinal, o que é Dynamics 365?

Resumidamente, Dynamics 365 é uma plataforma Microsoft que integra sistemas de CRM e ERP díspares, criando aplicativos de negócios modulares e modernos que trabalham conectados.

E o que é CRM? CRM é uma sigla oriunda de Customer Relationship Management (Gerenciamento de Relacionamento com o Cliente). O termo CRM não é tão novo, mas ganhou força no mercado empresarial nos últimos anos, e muito mais nos últimos meses. Você já deve ter ouvido falar de “visão 360” de um cliente. Pois bem. Atingir a visão 360 exige a estratégia de implantação de um CRM, uma tarefa nada fácil, tendo em mente que as organizações muitas vezes não estão preparadas conceitualmente e nem tecnicamente para isso, principalmente por contar com inúmeros sistemas legados envolvendo clientes de forma isolada e sem integração.

E o que é ERP? ERP é uma sigla que significa Enterprise Resource Planning (Planejamento de Recursos Empresariais). É um sistema de informação que interliga todos os dados e processos de uma organização em um único sistema.

Antigamente o Dynamics era dividido entre a parte CRM e ERP. Agora, CRM e ERP estão embutidos em uma única plataforma: Dynamics 365. Isso faz todo sentido, se você entender bem o conceito que expliquei de forma resumida acima.

O Dynamics 365 é uma plataforma em constante evolução. Atualmente, podemos subdividi-la nos módulos a seguir:

 

Basicamente, podemos considerar que o ERP contém os módulos de Finanças e Operações, conhecido também como Dynamics 365 F&O ou Dynamics 365 Finance and Operations. Os demais módulos compõe a plataforma CRM.

O módulo de Vendas (ou Dynamics 365 Sales), como o próprio nome diz, é voltado ao controle da força de vendas, traçando o perfil das necessidades dos clientes e permitindo atacar nas vendas atrativas aos perfis, resultando no fechamento de mais negócios. Existe também a possibilidade de utilização de AI (Inteligência Artificial), em um módulo denominado Dynamics 365 Sales Insights.

O módulo de Marketing (ou Dynamics 365 Marketing), permite a realização de campanhas multicanais direcionadas, personalização da jornada do cliente (comprador) e pode ser facilmente utilizada junto ao módulo de Sales.

O módulo de Serviço tem como principal divisão o Dynamics 365 Customer Service, que pode trabalhar com outra divisão chamada Dynamics 365 Field Service como complemento. O Customer Service é voltado ao SAC (Serviço de Atendimento ao Cliente), inclusive tão falado canal Omnichannel, que permite a conexão de atendimento do cliente de diversas formas (chatbot, chat humano, redes sociais, entre outros). Já o Field Service trabalha na otimização do agendamento de recursos, capacitando os técnicos de campo e atendendo às expectativas dos clientes com os principais recursos de serviço de campo. Basicamente, controla a “logística” do atendimento em campo. Ambos podem também ser utilizados com IA. Na parte Field Service, por exemplo, temos o Dynamics 365 Remote Assist, que integra vídeo-chamada ao vivo através de realidade misturada (óculos Hololens, da Microsoft).

O módulo de Finanças (ou Dynamics 365 Finance) permite automatizar processos financeiros, controle de despesas operacionais, e pode utilizar também a parte de IA para a tomada de decisões financeiras estratégicas. Pode ser considerado um concorrente direto do SAP, se usado por completo, ou até mesmo pode ser utilizado integrado ao SAP.

O módulo de Operações (ou Dynamics 365 Operations, também sendo chamado agora de Dynamics 365 Supply Chain Management) trabalha no intuito de mudar as operações reativas para preditivas, automatizar e simplificar o gerenciamento de manufatura e cadeia de fornecedores e maximizar a vida útil dos ativos da empresa, controlar estoque, depósitos, entre outros. Basicamente, permite controlar toda a cadeia de produção.

O módulo de Comércio (ou Dynamics 365 Commerce, antes conhecido como Dynamics 365 for Retail), como o próprio nome sugere, possibilita o controle de lojas virtuais, ou seja, voltado completamente ao e-commerce.

O módulo de RH (ou Dynamics 365 Human Resources), é uma plataforma completa para uso do RH de uma empresa, desde o simples cadastro dos funcionários, até o controle dos benefícios, remuneração, treinamentos e outros programas de RH.

Ufa! São muitos, não é mesmo? Este quadro de módulo está em constante atualização. Se explorarmos a fundo, veremos que dentro de alguns módulos ainda existem alguns submódulos importantes, como por exemplo o Dynamics 365 Project Service Automation, que fica no módulo de Serviços, e é utilizado para a gerência de projetos, no controle de todas as tarefas, e que pode ser integrado ao Project. É mole?

Esta é a “cara” do Dynamics 365. No caso, estamos olhando para o módulo de Sales, mas todos eles são muito semelhantes, inclusive com a linha de tempo padrão que aparece em quase todos eles (faixa que aparece iniciando em vermelho).

Gostaram do post?

Em breve tem mais! é isso aí, galera! Foco em Dynamics 365.

Forte abraço,

Idevar.

Deixe um comentário